Arquivo da categoria: Endoscopia

Endoscopia

Margot, boxer com corpo estranho, dia movimentado!

Boxer, fêmea, 2 anos, com falta de apetite há 2 dias. Cliente não observou mais nada de anormal, e nem sentiu falta de qualquer objeto.

Ultrassonografia demonstrou imagem compatível com corpo estranho, não realizado radiografias.

Ao exame endoscópico observei objeto preto, qual seria??? Após a retirada do mesmo em apenas 3 minutos, apareceu um prendedor de cabelo!

eda3

Após a remoção do objeto, o estômago apresentava-se perfeito, sem nenhuma alteração, show!

eda4

 

Animal Exótico, diminuindo as fronteiras entre homens e animais!

Achado em jaguatirica

Fui convidado pelo amigo Dr Vinicius do zoológico de Salvador, para realizar endoscopia digestiva alta em algumas jaguatiricas saudáveis.

Os animais apresentavam-se em excelentes condições, alimentando-se bem, ativas, sem sinais clínicos de qualquer enfermidade infectocontagiosa.

Depois de devidamente anestesiadas e coletados os exames necessários para avaliação completa dos animais (coleta de sangue), iniciamos o procedimento endoscópico.

Os três exames estavam dentro da normalidade, mas para nossa surpresa, um endoparasito gástrico (verme) foi encontrado em uma jaguatirica, sendo removido com auxílio de pinças especiais para endoscopia (siga a seta na figura).

jaguatirica

O endoparasito foi coletado, e será devidamente identificado por profissional competente, para futura vermifugação.

jaguatirica1

Durante os procedimentos endoscópicos de rotina, mesmo em animais considerados saudáveis, às vezes somos surpreendidos como foi este caso acima relatado.

Animal Exótico, diminuindo as fronteiras entre homens e animais!

Gastrite em cão idoso…

A demora na solicitação de exames complementares como exames hematológicos, bioquímicos, de imagem (radiografia e ultrassonografia), além da endoscopia, fazem com que muitos casos de vômito crônico não sejam adequadamente tratados.

Percebo que na maioria dos casos, os tratamentos são ineficazes, pois o paciente apresenta doença específica ou avançada, necessitando assim tratamento específico imediato!

A imagem abaixo mostra justamente isso, um cão idoso com vômitos crônicos, onde o tratamento não era específico, agravando o caso.

eda2

Após o exame endoscópico, o paciente foi adequadamente medicado, com melhora sensível dos sinais clínicos 😉

Animal Exótico, diminuindo as fronteiras entre homens e animais!

Mais um ótimo dia…

Após algumas consultas, no período noturno recebí um chamado da Dra Bruna (ZN), pois suspeitava que um Yorkshire havia ingerido um corpo estranho.

A paciente minúscula e queridíssima, apresentava engasgos e vômitos há 1 dia.

Após anestesia geral com anestesista renomado (Dr. Tiago), iniciamos a EDA (endoscopia digestiva alta). Na porção final do esôfago, encontrei um corpo estranho de coloração clara, como se fosse uma parte daqueles ossinhos sintéticos vendidos para cães.

Já havia algumas lesões traumáticas no esôfago causadas pelo corpo estranho, o qual foi retirado endoscopicamente após algumas tentativas.

eda

eda1

Todos felizes proprietários, paciente, e equipe médica, mais um trabalho bem feito!

A recuperação imediata do paciente é o fator mais importante ao optarmos por endoscopia (procedimento minimamente invasivo), ao invés da cirurgia. Não há cortes, suturas, etc. Todos deveriam utilizar mais esta excelente ferramenta  😉

Animal Exótico, diminuindo as fronteiras entre homens e animais!

Pit come calcinha!

Sempre retiro corpos estranhos por endoscopia nas mais variadas espécies, mas uma calcinha daquelas da vovó foi a primeira rsrs.

A pitbull iniciou os sinais clínicos com vômitos. Foi medicada por colega com antiemético sem sucesso. Solicitou ultrassonografia e apareceu uma imagem no estômago, mas não sabiam do que se tratava.

Fui chamado, a pit anestesiada e iniciamos a endoscopia. Ao chegar no estômago algo grande de cor bege lá se apresentava, além de outras estruturas escuras tipo borracha.

168

Pensei em pano, ou algo parecido pois a cor era muito feia e o tamanho grande. Se estivesse no ar o chamaria de OVNI (objeto voador não identificado), mas como estava no estômago o defino como OGNI (objeto gástrico não identificado)!

169

Quando retirei o “OGNI”, fiquei impressionado: era uma calcinha daquelas da vovó rsrs.

170

Corpo estranho retirado sem maiores problemas para a paciente, e o melhor de tudo, sem cortes e sem dor!

Animal Exótico, diminuindo as fronteiras entre homens e animais.